25 de ago de 2008

Lutando pela vida.....


Esse fim de semana, fiquei conhecendo a estória de vida de uma garotinha chamada CLARA.
Minha cunhada, faz parte de um fórum sobre bebês, ela participa desde que estava grávida do meu sobrinho, nesse fórum, as mamães se encontrar via net para trocarem idéias, tirarem dúvidas e se ajudarem durante a gestação e agora na criação das crianças, acho o máximo!!!! Foi nesse fórum que ela conheceu a mãe da CLARA desde a sua gravidez, histórico de parto, que por sinal teve uma pequena complicação, onde se deu início a estória de CLARA, durante o parto houve falta de oxigênio para o bebê, e agora ficamos sabendo que a CLARA é uma bebê de 11 meses de idade. Ela tem Paralisia Cerebral. Ela não usa suas mãos muito bem, não consegue sentar, não engatinha, tem algumas dificuldades para comer, beber, etc.

ABAIXO SEGUE PARTES DO TEXTO QUE SE ENCONTRA NO SITE DA CLARA

Atualmente Clara faz toda terapia que possamos bancar. O Governo Brasileiro não oferece nada, sendo assim, nós procuramos por instituições filantrópicas onde Clara recebe alguns tratamentos.

No entanto, estamos cientes que esses tratatmentos estão apenas tentando "remediar" os problemas de Clara. Fazendo pesquisas na internet nós encontramos muitas histórias de sucesso de pacientes que têm Paralisia Cerebral e que se beneficiaram de um Tratamento com Células Tronco na China. Aqui no Brasil não temos esse tratamento disponível.



Embora não seja divulgado aqui no Brasil, países (como a China) aonde a lei permite trabalhos com células tronco adultas e de cordão umbilical estão BEM avançados no tratamento de diversas doenças.



Nós não podemos bancar esse tratatmento visto que é muito caro (cerca de 40.000 dólares). É por isso que criamos esse site: Para angariar fundos para levar Clara para China, a fim de que ela possa ter uma vida melhor.

Como pais nos queremos ver nossa filha sentar, engatinhar, falar, andar, pegar coisas. Queremos que ela tenha uma vida normal, fazendo tudo que ela não consegue fazer hoje.

Temos certeza que o Tratamento com Células Tronco pode fazer tudo isso se tornar realidade para Clara.

É por isso que precisamos de SUA ajuda. Doe, pelo menos Um Real (R$1,00), para ajudar Clara.

Sendo assim, se você se sentiu comovido pela história de Clara, doe ou encaminhe esse site para seus amigos e conhecidos! Tenha um bom dia e que Deus lhe dê em dobro tudo que você fizer por nossa filhinha, Clara!

SITE PARA AS DOAÇÕES...
http://www.umrealporumsonho.com.br/

Bom acho que podemos contribuir com um pouco...


Coloquei esse texto em meu Blog, pois realmente acredito nas informações acima que vieram de fonte segura, caso contrário jamais pediria ajuda aos meus amigos se duvidasse da veracidade da estporia.

Por favor, ajudem!!!!!!!!!

Bjs e até muito breve........

6 de mai de 2008

Como Foi criado o Dia Das Mães

11/05 - Dia das Mães - História -

As mais antigas celebrações do Dia da Mãe remontam às comemorações primaveris da Grécia Antiga, em honra de
Rhea, mulher de Cronos e Mãe dos Deuses. Em Roma, as festas comemorativas do Dia da Mãe eram dedicadas a Cybele, a Mãe dos Deuses romanos, e as cerimónias em sua homenagem começaram por volta de 250 anos antes do nascimento de Cristo.
Durante o século XVII, a Inglaterra celebrava no 4º Domingo de Quaresma (40 dias antes da Páscoa) um dia chamado “Domingo da Mãe”, que pretendia homenagear todas as mães inglesas. Neste período, a maior parte da classe baixa inglesa trabalhava longe de casa e vivia com os patrões. No Domingo da Mãe, os servos tinham um dia de folga e eram encorajados a regressar a casa e passar esse dia com a sua mãe.
À medida que o Cristianismo se espalhou pela Europa passou a homenagear-se a “Igreja Mãe” – a força espiritual que lhes dava vida e os protegia do mal. Ao longo dos tempos a festa da Igreja foi-se confundindo com a celebração do Domingo da Mãe. As pessoas começaram a homenagear tanto as suas mães como a Igreja.
Nos Estados Unidos, a comemoração de um dia dedicado às mães foi sugerida pela primeira vez em 1872 por Julia Ward Howe e algumas apoiantes, que se uniram contra a crueldade da guerra e lutavam, principalmente, por um dia dedicado à paz.
A maioria das fontes é unânime acerca da ideia da criação de um Dia da Mãe. A ideia partiu de Anna Jarvis, que em 1904, quando a sua mãe morreu, chamou a atenção na igreja de Grafton para um dia especialmente dedicado a todas as mães. Três anos depois, a 10 de Maio de 1907, foi celebrado o primeiro Dia da Mãe, na igreja de Grafton, reunindo praticamente família e
amigos. Nessa ocasião, a sra. Jarvis enviou para a igreja 500 cravos brancos, que deviam ser usados por todos, e que simbolizavam as virtudes da maternidade. Ao longo dos anos enviou mais de 10.000 cravos para a igreja de Grafton – encarnados para as mães ainda vivas e brancos para as já desaparecidas – e que são hoje considerados mundialmente com símbolos de pureza, força e resistência das mães.
Segundo Anna Jarvis seria objectivo deste dia tomarmos novas medidas para um
pensamento mais activo sobre as nossas mães. Através de palavras, presentes, actos de afecto e de todas as maneiras possíveis deveríamos proporcionar-lhe prazer e trazer felicidade ao seu coração todos os dias, mantendo sempre na lembrança o Dia da Mãe.
Face à aceitação geral, a sra. Jarvis e os seus apoiantes começaram a escrever a pessoas influentes, como ministros, homens de negócios e políticos com o intuito de estabelecer um Dia da Mãe a nível nacional, o que daria às mães o justo estatuto de suporte da família e da nação.
A campanha foi de tal forma bem sucedida que em 1911 era celebrado em praticamente todos os estados. Em 1914, o Presidente Woodrow Wilson declarou oficialmente e a nível nacional o 2º Domingo de Maio como o Dia da Mãe.
Hoje em dia, muitos de nós celebram o Dia da Mãe com pouco conhecimento de como tudo começou. No entanto, podemos identificar-nos com o respeito, o
amor e a honra demonstrados por Anna Jarvis há 96 anos atrás.
Apesar de ter passado quase um século, o amor que foi oficialmente reconhecido em 1907 é o mesmo amor que é celebrado hoje e, à nossa maneira, podemos fazer deste um dia muito especial.
E é o que fazem praticamente todos os países, apesar de cada um escolher diferentes datas ao longo do ano para homenagear aquela que nos põe no mundo.
Até há alguns anos atrás, o dia da mãe era comemorado a 8 de Dezembro, mas atualmente o Dia da Mãe é no 2º Domingo de Maio, em homenagem a Maria, Mãe de Cristo

Novo Dono




Consegui um lar para o Snoopy, agrradeço a todos que se empenharam na procura de um lar para mais um cãozinho abandonado.

Valeu os dias que voc~e passou por aqui meu amiguinho, sinto saudades, mas sei que o seu novo dono tem dado todo amor e carinho que vc merece...

Felicidades no seu novo lar......

Só fico triste em saber que existem pessoas capazes de abandonar um animal tão indefeso, mas como entender a mente do ser humano?!?!??

O que nos anima é saber que ainda há pessoas capazes de dedicar o seu tempo a dar amor aos outros, mesmo que seja a um cãozinho abandonado.

Obrigada....

3 de abr de 2008

ESTOU PROCURANDO UM DONO.....




O SNOOPY FOI ABANDONADO NO MEU JARDIM, NÃO SABEMOS QUEM TEVE A CORAGEM DE FAZER ISSO COM UM FILHOTE DE CACHORRO.




DEIXARAM EM MINHA PORTA POR SABER DO MEU AMOR POR ANIMAIS, MAS INFELIZMENTE JÁ POSSUO 2 CACHORROS E 3 GATOS, O QUE TORNA IMPOSSÍVEL A ADOÇÃO DESSE FILHOTE.




CASO GOSTE DE ANIMAIS E POSSA ADOTÁ-LO ENTRE EM CONTATO PELO EMAIL larissa.delbi@gmail.com OU PASSE A INFORMAÇÃO AOS AMIGOS, POIS ASSIMPODEREMOS ENCONTRAR UM LAR A ESSE PEQUENO CÃOZINHO ABANDONADO....




AGRADEÇO A ATENÇÃO DE TODOS E DESDE JÁ CONTO COM SUA AJUDA




OBRIGADA.

PROMETA A SI MESMO



:: Ser forte de maneira que nada possa perturbar a sua paz de espírito.

Falar de saúde, felicidade e prosperidade a toda pessoa que encontrar.

Fazer os amigos sentirem que há alguma coisa de superior dentro deles.

Olhar para o lado glorioso de todas as coisas e fazer com que o otimismo se torne uma realidade. Pensar sempre no melhor, trabalhar sempre pelo melhor e esperar somente o melhor.

Esquecer os erros passados e preparar-se para melhores realizações no futuro.

Ter tanto entusiasmo e interesse pelo sucesso alheio como pelo próprio.

Dedicar tanto tempo ao próprio aperfeiçoamento que não lhe sobre tempo para criticar os outros. Fazer um bom juízo de si mesmo e proclamar este fato ao mundo, não em altas vozes, mas em grandes feitos.

Viver na certeza de que o mundo estará a seu lado, enquanto lhe dedicar o que há de melhor em si mesmo.
E O MAIS IMPORTANTE, PREOCUPE-SE EM SER FELIZ E NÃO EM TORNAR O SEU PRÓXIMO INFELIZ.......
DESEJO A VC UM ÓTIMO DIA...

20 de fev de 2008

A Chegada do Bebê

Este é o Pietro e seus pais Andreia e Leandro
Ele chegou!

Depois de tantos preparativos e cuidados, finalmente ele está em casa.

Os pais olham orgulhosos o fruto de seu amor ocupando o bercinho, vestindo o lindo enxoval preparado com tanto carinho...

Avós, tios, amigos, todos concordam que ele é lindo!

Mas, a chegada de um bebê não é só magia e encantamento. Os jovens pais vão precisar ficar mais unidos do que nunca, sabendo que esse momento trará mudanças marcantes para o sistema familiar e para o relacionamento do jovem casal.

Será necessário ajustar a família para criar espaço para o filho(a), onde pai e mãe se unam nas tarefas de educação, cuidados à criança, bem como nas tarefas financeiras e domésticas.

Será necessário um realinhamento dos relacionamentos com a família ampliada para dar lugar aos papéis de pais e avós.

A chegada de um bebê vai provocar um amadurecimento de todo o sistema familiar. Os jovens pais avançarão uma geração ao se tornarem cuidadores de uma geração mais jovem. Nessa hora, se não estiverem prontos para tal mudança, irão surgir brigas entre o casal sobre assumir responsabilidades ou recusa e incapacidade de comportar-se como pais para seus filhos.

Com o bebê em casa, certamente os hábitos do casal se modificarão. Surgem as noites mal dormidas que geram tensões e mau-humor, as inseguranças perante o que gera o choro na criança, a preocupação, por vezes excessiva, de não errarem como pais, a falta de intimidade sexual e de namoro...

Em meio ao trocar de fraldas, às tão temíveis cólicas, ao sono interrompido, aos gastos inesperados e esperados com pediatras e farmácia, o casal deve procurar lembrar que, só passando carinho e apoio um para o outro, é que poderão se reabastecer para lidar com as dificuldades desse período.

É um momento de muita doação, onde a jovem mãe precisará se sentir amada pelo esposo para lidar pacientemente com o pós-parto, com o recuperar de um peso e de um corpo antes da gravidez e, principalmente, com o ritual da amamentação, onde os seios doídos devem estar sempre disponíveis para o amado bebê.

É o momento em que o jovem pai também precisa se sentir amado e fazendo parte dessa gravidez, recebendo da esposa a qualificação e reconhecimento da importância de seu papel importante no cuidar dessa nova família.

Penso que a maternidade se faz existir, na mulher, desde que ela se descobre grávida, mas a paternidade é construída pelo passar dos dias e pelas trocas que o pai vai realizando com a criança.

Por outro lado, os jovens pais e, em especial, a nova mamãe irão precisar ser qualificados pelos seus próprios pais como capazes de exercer bem esse novo papel. Nada pior e mais marcante para o surgimento de pais inseguros do que serem criticados e censurados no seu cuidar por aqueles que os geraram.

(Elisabeth Salgado)